A Chegada do Verão

0 Love

O próximo verão chega dia 21 de dezembro de 2019 e termina no dia 21 de março de 2020.

Todos os organismos vivos têm seu relógio biológico sincronizado às variações do ambiente, que chegam com as mudanças das estações. Cada estação traz consigo características que vêm das mudanças no clima da Terra.

 

Nós vivemos de uma forma tão intensa que nos esquecemos que fazemos parte da natureza, e que o nosso metabolismo também está sujeito as variações climáticas que ocorrem durante o ano. Nosso corpo se adapta a essas mudanças.

 

Na primavera as temperaturas aumentam gradativamente, até encontrar o seu apogeu no verão. Então as plantas estão no auge do seu desenvolvimento, e a vida animal em geral está com o máximo de atividade.

 

O verão é uma das estações mais esperadas, e a mais expansiva

A disposição é mais dinâmica, e as emoções, mais positivas, mas é preciso cuidado para não chegar ao exagero de uma alegria em excesso, hiperestimulada, que pode levar a distúrbios que têm a ver com o coração.

Exemplo: tomar sempre a peito o que se passa e viver sem paz, ou levar uma vida cheia de paixões descontroladas.

A alegria moderada conduz ao amor e à compaixão de um coração saudável.

É uma época própria para abandonar as roupas quentes do inverno, aproveitar lindas praias, além de piscinas, tomar banho de sol, praticar atividades ao ar livre.

 

No verão devemos procurar “sombra e água fresca”: é muito bom estar próximo à água.

Cuidados para prevenir ocasionais doenças provocadas pelo sol:

Tomar excesso de sol é o principal perigo do verão.

  • Os raios solares são fundamentais para manter o planeta aquecido; porém, nos últimos tempos eles têm ultrapassado a barreira da camada de ozônio e chegam mais intensos à Terra.
  • Entre 10h e 16h, os raios UV são emitidos em índice extremo; ao longo do tempo eles vão se acumulando no DNA de nossas células, com efeitos que tendem para diversas doenças.
  • Para se proteger é preciso usar protetor solar e evitar a exposição ao sol nesses horários.
  • O protetor solar pode ser dispensado pela manhã bem cedo até as 10 horas ou no final da tarde.
  • À medida que o calor aumenta, as veias sanguíneas se dilatam para refrescar o corpo. Isso coloca uma carga extra sobre o coração, o que dependendo da saúde da pessoa pode provocar alguma dificuldade.
  • As altas temperaturas e o clima quente e úmido podem causar também insolação, queimaduras solares, desidratação, problemas de pele e brotoeja.
  • Cuidado com o excesso de sol, principalmente sobre a cabeça das crianças. Proteja-as com um boné ou chapéu de abas largas.
  • Mesmo se não estamos diretamente expostos ao sol, a areia da praia reflete seus raios.

 

Sintomas da insolação

A insolação pode provocar intensa falta de ar e até perda de consciência, dor de cabeça, náusea, tontura, febre, pele vermelha.

Sentindo algum sintoma, procure sair do sol e hidratar-se com água ,e procure um médico se necessário.

 

Queimaduras solares

Use roupas leves, beba bastante líquido, faça compressas com água fria nos locais afetados e procure um médico se for preciso.

 

Sintomas da desidratação e como hidratar-se

A desidratação causa cansaço, boca seca, muitas horas sem urinar e, em casos graves, febre e enjoo.

A desidratação é a perda de líquidos e sais minerais do corpo, causada muitas vezes pelo calor excessivo, que durante o verão aumenta em nosso corpo automaticamente a sudorese.

Uma pessoa normal perde 2,6 litros de água por dia sem fazer nenhum exercício intenso, a maioria pela urina. Se houver atividade física e muito suor, esse gasto pode aumentar até um litro. Por isso, é importante hidratar o corpo bebendo água pura e fresca (não gelada) e sucos de frutas naturais. Obs: os refrigerantes matam a sede, mas não hidratam!

As bebidas isotônicas são soluções que misturam água e sais minerais, e cuja concentração de moléculas é semelhante aos fluidos do corpo. Pode xm ser usadas em caso de desidratação intensa.

A água de coco retirada da fruta é excelente; além de hidratar, é rica em potássio e outros minerais.

Cuidado com a água contaminada e seus produtos, como sorvetes locais.

 

Doenças de pele e como se prevenir

  • As doenças de pele são frequentes no verão, por isso é preciso secar bem o corpo. Não deixe de secar entre os dedos dos pés, a umidade é a causa de frieiras nesse local.
  • A micose é causada por fungos que habitam a água das piscinas e a areia das praias. Procure andar de chinelo e se deitar sobre cangas ou toalhas, se estiver na praia.
  • Na mulher aumentam as doenças ginecológicas causadas por fungos e bactérias, como a candidíase, ardência e coceira. Evite roupas íntimas de tecido sintético e não fique muito tempo com o biquíni molhado.
  • Use roupas de algodão ou seda, que são leves e deixam o corpo respirar.

 

Proteção dos olhos

Proteja os olhos dos raios UV, usando óculos de sol mesmo nas horas da manhã e no final da tarde.

 

A exposição ao sol pode ser nociva aos olhos à medida que envelhecemos, estimulando o progresso de doenças como a degeneração macular ou agravando os sintomas da catarata.

 

Exercícios físicos

  • Não faça exercícios muito pesados; algumas pessoas não toleram o calor do verão, sentindo-se irritadas e incomodadas.
  • A prática da natação nessa época é perfeita, ou uma outra atividade que envolva água.
  • Quando estiver com se, evite o consumo de álcool em demasia, principalmente cerveja, que dá a ideia de frescor quando está sendo ingerida, mas depois aumenta o calor do corpo, produzindo suor excessivo, acidez estomacal, azia e irritabilidade.

 

A brotoeja nos bebes

Bebês com menos de seis meses não podem usar protetor solar; precisam ficar somente na sombra, e roupinhas leves garantem sua proteção.

A brotoeja é uma inflamação das glândulas sudoríparas e ataca muito os bebês.

É quando a pele se apresenta irritada, com bolinhas vermelhas que aparecem no pescoço e debaixo dos braços, surgindo por causa do grande calor e suor em constante contato com a pele.

Roupas sintéticas em crianças também podem provocar brotoeja.

Para refrescar a pele do bebê, ajuda muito usar na água do banho uma colher de amido de milho (maisena) ou um chá bem forte de camomila, e aplicar talco de hamamélis.

O calor pode fazer mal ao seu bichinho; mantenha sua vasilha com água limpa, e dê água aos cachorrinhos da rua.

 

Evite a intoxicação alimentar

A intoxicação alimentar pode ocorrer principalmente em climas úmidos e quentes.

A comida estragada e mal conservada (fora da geladeira) pode causar diarreia, vômito e febre.

Muitas pessoas adoecem devido a alimentos contaminados, que podem se originar de restaurantes, barracas na praia ou até mesmo de nossa própria cozinha.

As bactérias podem surgir e contaminar os alimentos durante o processo de manipulação, ou do preparo, ou quando eles estão muito velhos e começam a ser tornar impróprios para o consumo. Por isso, é importante lavar as mãos antes de preparar o alimento.

Os alimentos devem ser servidos logo após o preparo (principalmente carnes e peixes). Se forem guardados por mais de duas horas, melhor levá-los à geladeira.

A salmonela é um micro-organismo que atinge as carnes e pode causar diarreia, vômitos, náuseas e até mesmo desidratação grave.

 

Alguns alimentos leves para a temporada de verão

No verão, come-se menos!

Com as altas temperaturas, é importante aumentar a ingestão de líquidos, frutas, verduras e legumes, além de diminuir o consumo das calorias.

Cenoura, abóbora, mamão, laranja, espinafre e brócolis contêm substâncias que estimulam a produção de melatonina e ajudam a pele contra a ação dos raios solares.

Evite o uso frequente de carne vermelha priorizando o consumo de proteínas vegetais, como feijões, lentilhas, grão de bico, quinoa.

A quinoa é considerada o melhor alimento de origem vegetal como fonte de proteína. Tem um papel importante na formação dos ossos e dentes e previne a anemia. Pode ser usada como salada preparada com alface, tomate, cenoura, entre outras opções.

Iogurte puro ou batido com frutas.

As frutas – ameixa, melão, tangerina, laranja-lima, maçã, pera, banana…

Os sucos de melancia, de abacaxi com hortelã, limonada.

Os chás frios – chá mate com limão, chá verde, erva doce, camomila.

As saladas de folhas verdes temperadas com salsinha, hortelã, aipo, abobrinha crua ralada.

As verduras cozidas – brócolis, escarola, espinafre…

 

Viva com sabedoria neste verão!

Desligue os aparelhos que possam atrapalhar seu descanso e suas férias.

Não hesite em desligar o celular durante a noite; dê um descanso à sua mente, você irá perceber os benefícios da “desconexão digital”.

Alguns anos atrás, não tínhamos essas distrações a mais; podemos muito bem “tentar” passar algum tempo novamente sem elas.

 

Com alguns cuidados, aproveite bem o seu verão!

Abraços,

Jane Fiorentino

 

O conteúdo deste post é de inteira responsabilidade do autor – escrito por Jane Fiorentino.

Comentários

  1. Miriam 4 de agosto de 2016 at 21:08
    Responder

    Gostaria de saber se o óculos solar tem proteção UV ou é só um acessório? ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esquadrão da moda