As Águas

0 Love

A saúde vem das águas

Desde o final do século 16, a água tornou-se objeto da razão científica. Continuou a ser importante entre os outros elementos da natureza, mas sem alma. Antes concebida como o princípio, a origem, a matriz de todas as coisas, deixou de ser um elemento de substância primordial e tornou-se H2O, um corpo incolor, inodoro, insípido, resultante de combinação de um volume de oxigênio e dois de hidrogênio.

Não podemos compreender o simbolismo da água como simplesmente H2O, mas como o elemento fundamental da vida em suas formas mais concretas: seus mares, oceanos, rios, lagos, chuvas, fontes, nascentes, gelo, águas doces, águas mortas.

A água é um dos principais elementos da natureza, e do próprio planeta Terra. Assim compreendemos o quanto ela é importante para nossa saúde e para nossa vida.

Seus efeitos terapêuticos são conhecidos desde os tempos mais remotos. Acredita-se que o homem primitivo já utilizava instintivamente aplicações de água contra ferimentos e contusões, e banhava-se em água fresca para restaurar as forças.

 

Somos basicamente água

Oitenta por cento do organismo humano é água, e sua reposição é vital. Portanto quanto mais vitalizada e pura for a água que ingerirmos, tanto melhor será a qualidade da vida biológica como um todo.

Um homem pode viver sem alimento sólido por mais de um mês, mas sem água somente por dois ou três dias.

Todo ser vivo consiste principalmente de água.Todas as funções orgânicas, como a absorção dos alimentos, a digestão, a circulação do sangue, a respiração, a excreção e a transpiração, exigem a presença da água. Somente ela pode eliminar os resíduos dos alimentos que ingerimos.

Ela é indispensável para a reprodução da vida no útero materno; o feto desenvolve-se num meio aquoso.

 

A água é o símbolo da saúde e limpeza do nosso corpo

A água pura ingerida tonifica e limpa o organismo, graças às suas propriedades depurativas e diuréticas.

Desse modo, ela estimula os rins a eliminarem maior quantidade de impurezas, provocando no organismo uma espécie de drenagem das substâncias tóxicas dos medicamentos e dos resíduos alimentares que prejudicam a saúde.

 

Para onde vai a água que tomamos

55% vai para o interior das células, 7,5% para o plasma sanguíneo, 20% para as linfas (nos espaços entre as células).

2,5% circunda o cérebro e a medula espinhal, o fluido dos olhos e dos ouvidos.

7,5% vai para os ossos e 7,5% para o tecido conjuntivo que sustenta os diversos órgãos do corpo.

 

O uso externo da água

Costumamos realizar nossa higiene diária sem nos darmos conta de que a água representa muito mais do que um hábito de limpeza, mas uma forma de colaborar com nossa saúde.

Sabemos dos efeitos imediatos relaxantes produzidos por um banho quente ou morno, assim como do efeito estimulante da água fria ou gelada.

 

Diversos tipos de banho

Banho frio

O banho frio é muito saudável e natural para estimular o organismo.

Melhora muito a resistência imunológica para prevenir gripes e resfriados.

Utilize uma bucha vegetal, friccionando todo o corpo antes antes ou durante o banho.

 

Banho morno

Ativa a circulação sanguínea (avermelha a pele) e provoca vasodilatação periférica, que permite uma descarga de toxinas do sangue. Traz o calor interno do corpo para fora protegendo melhor o organismo e melhorando muito sua resistência imunológica.

Dê preferência, acompanhe o banho com fricção feita com uma bucha vegetal.

É muito bom, após o banho morno, passar por uma ducha fria rápida.

 

Banho quente

O banho muito quente, quando prolongado, pode causar mais danos do que se imagina. Muitas pessoas sofrem de sinusites e coriza, gripes e resfriados devido aos banhos quentes.

No banho quente, o calor da água dilata os poros e infiltra-se pela pele, podendo provocar desequilíbrio térmico ou perda da resistência imunológica, se após o banho nos expusermos ao vento, chuva, ar condicionado ou mudança de temperatura ambiente.

Por seu efeito relaxante, pode ser tomado à noite.

 

Banho de cabeça

É excelente contra a dor e tensão excessiva na cabeça, e pode ser feito sempre que necessário.

Comumente é um banho frio, que pode ser realizado numa pia.

Basta dirigir um jato de água fria em toda a cabeça, massageando-a com certa pressão.

 

Escalda-pés

O escalda-pés é muito eficaz nos resfriados, gripes, amigdalites e má circulação arterial das pernas.

 

Modo de preparo:

Utilize uma bacia com a água que chegue até os tornozelos.

A temperatura da água quente deve ser suportável ao longo de 15 minutos.

É possível colocar na água uma colher de sal marinho ou sal grosso.

Em seguida, enxugue os pés, evitando assim qualquer tipo de friagem.

 

Banhos de mar

A água do mar é extremamente rica em sais minerais, como cálcio, zinco, silício e magnésio, que atravessam a pele desde que o contato seja de, no mínimo, 12 minutos por dia.

Os seus benefícios já eram conhecidos pelos gregos, que costumavam tomar longos banhos em piscinas e banheiras cheias de água do mar.

É indicado para todas as formas de reumatismo, artrite, distúrbios circulatórios e respiratórios, tendinites, varizes e problemas psicológicos (estados depressivos). Ajuda a amenizar as dores musculares, reaviva as forças, purifica e hidrata a pele.

Ao entrar na água mais fria do que o ambiente externo, a diferença térmica aumenta o ritmo metabólico e a circulação sanguínea intensifica-se.

Os sais minerais da água salgada estimulam o sistema nervoso, proporcionando bem-estar e relaxamento.

A presença do iodo estimula a tireoide (glândula responsável pela regulação do sistema metabólico).

Deixe o mar fazer uma massagem revitalizante em seu corpo.

A ondulação e a quebra da água salgada no corpo massageia e tonifica as músculos.

Passar na parte da rebentação do mar beneficia as pernas, pelo exercício e pela estimulação provocada pelas ondas.

Aproveite o mar e deixe sua pele absorver a imensa riqueza de seus minerais.

Que suavidade quando ficamos na água morna do mar calmo, deixando-se levar ora nesta, ora naquela direção…

O corpo solta-se os e pés já não pisam, as pernas não andam, e com uma imensa sensação de liberdade não sentimos mais o peso da gravidade e relaxamos…

 

A água é um bem precioso e finito que devemos preservar para garantir a nossa sobrevivência.

Vamos procurar colaborar reutilizando a água e encontrando soluções para fazer bom uso dela, com benefícios para nós e para nosso planeta.

 

Abraços,

Jane Fiorentino

 

O conteúdo deste post é de inteira responsabilidade do autor. – escrito por Jane Fiorentino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esquadrão da moda