Quaresma

0 Love

A Quarta-feira de Cinzas é um dia depois da Terça-feira de Carnaval, momento em que a Igreja Católica assinala o início da Quaresma.

Nesse dia em todas as igrejas é feito um ritual simbólico e muito significativo: a imposição das cinzas.

O sacerdote traça uma cruz sobre a testa das pessoas e repete as palavras:

“Convertei-vos e crede no Evangelho.”

 

Crer no Evangelho é seguir os ensinamentos de Jesus Cristo.

Ou então: “Recorda que pó és, e em pó tens de te converter”, no sentido de que um dia a vida termina neste mundo e “voltamos ao pó”.

 

De onde vem e o que representam as cinzas

As cinzas obtém-se por meio da queima de ramos de palmeiras e de oliveiras abençoados no ano anterior durante a celebração da Missa do Domingo de Ramos.

O pó das cinzas humildemente nos lembra que estamos neste mundo de passagem, e que após a morte prestaremos contas de todos os nossos atos, a começar com a própria vida; o que fizemos com a saúde, como usamos os nossos bens. Só levaremos aquilo que tenhamos feito por amor a Deus e pelo bem dos demais irmãos.

Todos são convidados a participar desse ritual simbólico, principalmente os que desejam uma mudança de vida.

 

A mudança de vida precede um longo processo que envolve uma decisão

Devemos firmemente nos arrepender das faltas cometidas e nos entregar a Deus com total confiança.

Para que nos arrependamos, é necessário que Deus nos ajude, que abra o nosso entendimento, nos dê uma visão de uma vida renovada acompanhada de um novo coração.

É um momento muito propício para o arrependimento, e para que recebamos o perdão de nossas faltas através da oração.

O perdão é uma graça que o Pai Celeste oferece a todos que o buscam de coração sincero.

 

Oração do perdão

“Pai Celeste, o ser humano é fraco em seus propósitos, por isso falha e erra muito…

Com sinceridade e humildade, arrependo-me de minhas faltas.

Confesso os meus pecados conhecidos e desconhecidos, tudo o que tenho sido, o que tenho falado, os meus atos indesejáveis.

Peço-te perdão por todos eles … (cite)

Quero agora, também, perdoar a todas as pessoas que me ofenderam … (falar os nomes)

Perdoar as pessoas que eu ofendi … (falar os nomes)

Pai, declaro humildemente que estou arrependido e que dependo do teu perdão e da tua graça para mudar a minha vida e a minha história.

Peço-te, restaura o meu coração e me ajude a mudar as atitudes que não desejo mais fazer … (cite)

De agora em diante, desejo viver para amá-lo sobre todas as coisas, todos os dias de minha. Amém.”

 

Na Quarta-feira de Cinzas começa um período precioso para restauração de nossas almas.

 

Quaresma: um caminho de esperança

A Quaresma é comemorada desde o século IV. São 40 dias que a Igreja Católica marca para a preparação da grande festa da Páscoa.

Começa na Quarta-feira de Cinzas, quando se recebe as cinzas sobre a testa, e termina na Quinta- feira da Semana Santa, antes da Missa da Santa Ceia do Senhor, ao anoitecer.

A palavra Quaresma vem do latim “quadragésimo”, designando o período de 40 dias que antecede a festa ápice do cristianismo: Ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no Domingo de Páscoa.

São 40 dias de reflexão, relembrando os 40 dias que Jesus passou no deserto sofrendo as tentações de Satanás para renunciar à sua missão de salvar a humanidade, que vivia na escuridão das trevas da morte.

Alguns católicos fazem jejum, especialmente de carne vermelha, na Quarta-feira e na Sexta-feira, em que se lembra a morte de Jesus.

Nesse período a Igreja é enfeitada com panos roxos, e roxa também é a vestimenta dos padres, simbolizando a dor e a tristeza vivida por Jesus.

Durante esse período todos são convidados a intensificar os momentos de reflexão interior, meditação, silêncio, jejum, oração, perdão, exercitando a caridade e dando esmolas aos necessitados.

Quaresma é um tempo de graças, buscando o auxílio de Deus
07
Devemos aproveitar ao máximo para fazermos uma renovação espiritual e transformar nossa vida.

Abandonar o orgulho, a arrogância, a prepotência, a ganância, a gula, a ira, o ódio, a inveja, a pornografia, a preguiça, a mentira…

Deixar vícios como bebida, cigarro, drogas…

Moderar alguns divertimentos, como TV, uso dos eletrônicos…

É tempo de meditar profundamente sobre a Bíblia, especialmente os Evangelhos.

É tempo de viver sacrifícios com a intenção de fortalecer a vontade e vencer as próprias fraquezas.

Ao longo desses 40 dias, é feito um esforço para recuperar os cristãos que pretendem viver uma maior consciência de si mesmos, discernindo melhor em suas escolhas.

 

Como diz São Paulo em uma de suas cartas aos Corintos (6,12):

“Tudo me é permitido, mas nem tudo convém. Tudo me é permitido, mas eu não me deixarei dominar por coisa alguma.”

 

Abraços,

Jane Fiorentino

 

O conteúdo deste post é de inteira responsabilidade do autor. – escrito por Jane Fiorentino.

Comentários

  1. Alice 19 de fevereiro de 2013 at 4:14
    Responder

    Jane
    Que lindo, agradeco de coracao por suas mensagens,sempre especiais….
    Me ajudam muito… Sao mensagens de luz !
    Muito obrigada

  2. Agnez 20 de março de 2015 at 22:48
    Responder

    Que linda mensagem

  3. Lucilea.barroso 18 de fevereiro de 2018 at 15:58
    Responder

    Família linda e abençoada por Deus.

  4. Vanessa Oliveira Teixeira Carvalho 26 de fevereiro de 2018 at 18:50
    Responder

    Reflexão clara e objetiva. Parabéns e obrigada por partilhar conosco seu conhecimento a respeito da Quaresma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esquadrão da moda