Santo alho!

0 Love

O uso do alho no dia a dia

O alho é importante por seus nutrientes e pela capacidade de fortalecer o sistema imunológico, ajudando o corpo a combater doenças.

  • Deve ser consumido em pequena quantidade. Comer alho em excesso dá origem a uma certa inquietação, agitação física, mental e sexual.
  • Para pessoas que tomam hipoglicemiantes, deve ser consumido com cautela, por poder baixar o nível de açúcar no sangue.
  • Por ter propriedades anticoagulantes, não deve ser usado por mulheres grávidas sem acompanhamento médico, nem por pessoas que sofrem com problemas de coagulação (como os hemofílicos) ou por quem vai passar por cirurgia em breve.

 

Um dos alimentos acessíveis mais poderosos que se conhece!

Alho cru em jejum? O ideal é ingeri-lo cru, já que aquecido perde muitas de suas propriedades.

Tome um ou dois dentes de alho.

Pique em pedaços médios, coloque em uma colher e beba com um copo de água, como se fossem pastilhas.

Pessoas com gastrite, tendência ao refluxo, úlceras e outros problemas de acidez estomacal devem usar água e limão.

 

O odor forte do alho

Os componentes sulfúricos do alho, como alicina, dialilsulfeto, entre outros, são os que promovem o odor característico.

Esse odor e sabor forte só aparece quando ele é esmagado, cortado ou mastigado; por isso, o alho deve ser consumido sem mastigar.

(Evite comprar cabeças de alho com dentes que estejam soltos, murchos e moles.)

 

Os benefícios mais imediatos do alho em jejum

  • Estimula o ácido gástrico. Assim, os alimentos que ingerimos podem ser processados adequadamente.
  • Atua nas dores estomacais provocadas por parasitas.
  • Ativa a circulação e ajuda o coração a funcionar bem.
  • Diminui o nível de triglicérides do sangue.
  • Elimina depositores de gordura em nosso corpo.
  • Reduz a pressão arterial.

 

Allium sativum, o alho, é da família da cebola, do alho-poró e da cebolinha.

Entre seus inúmeros benefícios, o alho possui uma ação laxativa e diurética, atua no processo de desintoxicação do organismo, na digestão, na pressão alta e contra a impotência.

Ajuda a prevenir infartos, reduz a coagulação do sangue, auxilia no combate à diabetes.

 

Origem do alho

A utilização do alho é documentada por vestígios encontrados em cavernas com mais de 10 mil anos.

Cultivada há mais de 5 mil anos, o alho é uma das plantas mais antigas do mundo.

Julga-se que surgiu no deserto da Sibéria, e tenha sido levado para o Egito por tribos asiáticas nômades.

Os antigos egípcios consideravam a planta sagrada por suas qualidades medicinais.

Era colocada nos bens do túmulo dos faraós e dada aos escravos que construíram a Grande Pirâmide de Keops, para aumentar sua resistência e força física.

Também antigos gregos e romanos davam alho para fortalecer os atletas, antes dos eventos esportivos.

Plínio e Galeno, médicos romanos, utilizavam o alho para tratamento de infecções intestinais, problemas digestivos, pressão alta, senilidade e impotência.

Por volta do século VI a.C., o alho já era conhecido na China e Índia, usado para fins culinários, prevenção e tratamento de doenças.

No célebre papiro de Ebbers de 2.550 a.C., o alho é indicado para o tratamento de mais de vinte doenças, como infecção, dor de cabeça e faringites.

Em todas as culturas, o alho era considerado quase tão importante quanto o sal.

Na medicina moderna, o primeiro a reconhecer o efeito bactericida e antisséptico do alho foi o químico francês Louis Pasteur.

Atualmente se reconhece cientificamente que o alho previne e trata infecções patogênicas, câncer e doenças cardiovasculares.

Na Segunda Guerra Mundial, o alho foi utilizado como importante ferramenta para desinfetar ferimentos, evitando o risco de infecção.

 

Os antibióticos

Uma questão com a qual os cientistas se mostram cada vez mais preocupados é a velocidade com que os microrganismos adquirem resistência aos antibióticos.

No entanto, parece que o alho mantém suas propriedades antibióticas através dos tempos, pela sua atuação sobre o sistema imunológico ao estimular os glóbulos brancos, que destroem os agente infecciosos invasores.

 

A eficácia do alho e da cebola

Para o químico Eric Block, essas plantas se originaram em ambientes agressivos no Afeganistão e Ásia Central, e desenvolveram algumas armas químicas poderosas para se defenderem.

Seu sistema de defesa, baseado no enxofre dos Alliuns, desencoraja predadores, mata micróbios, repele insetos.

 

O poder do alho

Ao longo da antiguidade, o alho era considerado uma proteção contra o mau-olhado em casais de noivos e recém-nascidos, tido como poderoso para destruir malignidades, além de suas qualidades medicinais.

Hoje, o poder do alho afasta os males mais reais: bactérias, vermes, parasitas, fungos.

Como revitalizador, está associado ao vigor, resistência física e força.

É rico em açúcares, proteínas, cálcio, potássio, fósforo, enxofre, iodo, silício, selênio, além das vitaminas A, B1, B2, B3,B6, C e urânio.

A cada 100 g de alho cru, o corpo absorve:

  • Energia: 140 calorias
  • Proteínas: 7 g
  • Lipídios: 0,2 g
  • Carboidratos: 23,9 g
  • Cálcio:14 mg
  • Fósforo: 150 mg
  • Magnésio: 21 mg
  • Potássio: 54 mg
  • Sódio: 5 mg
  • Vitamina B1: 0,20 mg
  • Fibras: 4,3 mg
  • Vitamina B6: 0,44 mg
  • Vitamina C: 31,10 mg
  • Selênio: 24,90 mg
  • Ferro: 1,70 mg
  • Zinco: 8,83 mg

(Tabela Brasileira de composição de alimentos Unicamp)

 

A riqueza do alho se encontra especialmente nos componentes derivados do enxofre.

Seu consumo regular elimina as bactérias e microrganismos nocivos em nosso organismo, por ser um poderoso antibiótico natural.

Ajuda a frear o envelhecimento precoce das células, graças às altas doses de vitaminas, minerais e antioxidantes.

Limpa o sangue e o sistema linfático (excesso de muco).

 

Os benefícios das substâncias ajoene e alicina presentes no alho

Ajoene: um antioxidante natural, tem a capacidade de anticoagulação e ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e cerebrovasculares.

Alicina: afina o sangue, dilata as artérias e tem ação antioxidante. Assim, é bom para evitar trombose.

 

Para pressão alta

O alho reduz a pressão arterial, pois estimula a produção de ácido nítrico e sulfeto de hidrogênio, que relaxam os vasos sanguíneos.

Se você sofre de pressão alta, é importante seguir a orientação médica, ter consciência da necessidade de mudar os hábitos alimentares, restringindo o consumo de sal, açúcar, gorduras saturadas, e fazer algum exercício físico todos os dias.

Se já faz uso de medicação, associe o uso do alho cru em jejum e conte ao seu médico. Provavelmente ele vai reduzir o uso da medicação.

Um dente de alho contém 5 mg de alicina, o que regula a pressão arterial.

 

Protege o sistema imunológico

Ao aumentar a resistência imunológica, diminui a ansiedade e o cansaço.

Como fonte de vitamina B6, pode ajudar com o humor e melhorar a disposição.

Com suas propriedades anti-inflamatórias, previne gripes, resfriados, congestão nasal, tosse, alergias, bronquites e asma, catarro e constipação, devido a seu efeito expectorante.

Faça um chá com:

  • 1 copo de água
  • 1 dente de alho triturado
  • 1 colher de sopa de gengibre ralado
  • 1 limão espremido
  • 1 colher de sopa de mel

 

Aqueça a água, e quando começar a ferver adicione o alho e o gengibre.

Cozinhe por dez minutos, e em seguida deixe repousar um pouco.

Depois coe o conteúdo e adicione o limão e o mel.

 

O alho protege o coração

Beneficia o músculo cardíaco, e com isso ajuda a evitar a arritmia cardíaca e a taquicardia.

Evita o risco do sangue espesso, o que pode formar coágulos evitando assim a trombose.

O óxido dialil dissulfeto, tem como função reduzir os níveis de colesterol no sangue.

O germânio é um elemento condutor de oxigênio e possui ação revigorante.

O selênio protege o coração, dificultando a formação de coágulos.

 

Diabetes

O alho regula o nível de açúcar no sangue, uma vez que aumenta o nível de insulina em circulação.

Protege contra complicações como retinopatia, doença renal.

 

Rins

O alho melhora o funcionamento dos rins e combate a retenção de líquidos.

De ação diurética, diminui o inchaço do corpo.

 

Anticancerígeno

A alicina, a salisteína e o alto teor de vitamina B6 podem diminuir o risco de câncer do cólon, da mama, pele, pulmões, bexiga, próstata, esôfago e estômago.

 

Colesterol

Diminui o LDL (colesterol ruim) e aumenta HDL (colesterol bom).

Um alho cru por dia diminui o colesterol ruim em 9%.

Ajuda ainda na perda de peso.

Também é hipertireóidico, por conter grande quantidade de iodo.

 

Anemia

Fortalece o sistema imunológico e nutre o sangue com diversas vitaminas e minerais.

O componente dialil dissulfeto pode matar as células da leucemia.

 

Impotência

O alho é uma cura incrível para a esterilidade em homens e mulheres.

 

Vermes intestinais

Usado para eliminar oxiúros das crianças, e uma grande ajuda para eliminar as amebas de forma definitiva.

 

Antifúngico

No tratamento da vaginite, frieiras, micoses.

 

Tuberculose e asma

Combate os germes que causam a tuberculose, por ser rico em ácido sulfúrico.

 

Protetor do fígado e da vesícula

Ativa as enzimas hepáticas, responsáveis pela remoção das toxinas do corpo.

Juntamente com a cebola, também contém alicina e selênio, dois nutrientes que ajudam a proteger o fígado.

Fígado e vesícula sobrecarregados causam olhos inflamados, rosto inchado, sabor amargo na boca.

O fígado requer enxofre para desintoxicar o corpo. O alho é uma fonte incrível de enxofre, que inibe o crescimento bacteriano, favorecendo a eliminação de substâncias que já não são mais necessárias ao organismo.

Alicina e selênio também são grandes aliados para diminuir a gordura do fígado.

 

Reduz dores no corpo e cuida da nossa pele

O alho é rico em antioxidantes,que protegem e regeneram a pele.

Combate a acne e estimula a renovação celular.

Uso externo: quando o alho é esmagado, libera a alicina (composto sulfúrico), que é um antibiótico natural, excelente para passar na pele com acne.

 

Mais doenças em que pode ser útil: problemas oculares, problemas auditivos, hemorroidas, arteriosclerose.

 

Receita deliciosa

Um remédio ancestral muito saboroso e original.

  • 1 ou 2 copos de azeite
  • 3 cabeças grandes de alho.

Descasque os dentes de alho e corte-os pela metade.

Basta encher um frasco de vidro com o azeite e introduzir os alhos.

Após uma semana, estará pronto para usar.

Unte fatias de pão com esse azeite delicioso e saboreie!

 

Água aromatizada

  • 1 dente de alho descascado e amassado
  • Meio copo de água.

Coloque o dente de alho de molho na água de noite e tome em jejum na manhã seguinte.

Beba dois copos por dia para alcançar ótimos benefícios.

Os benefícios dessa maravilhosa hortaliça podem substituir vários medicamentos, que não resistem ao nosso bom amigo alho!

 

“Deus, nosso Criador, pensou em tudo antes de nos criar. Por isso, os médicos e a natureza devem caminhar de mãos dadas!”

 

Abraços,

Jane Fiorentino

 

O conteúdo deste post é de inteira responsabilidade do autor. – escrito por Jane Fiorentino.

Comentários

  1. Geane Machado 11 de agosto de 2017 at 21:09
    Responder

    Amooooo alho ! Amei as informações .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esquadrão da moda