Fases da vida

0 Love

Cada faixa etária tem a sua beleza, e não existe idade para começar a se cuidar!

Desistir de si mesmo é não comer adequadamente, não fazer exercícios, entre outras negligências.

A qualidade de vida de um idoso depende de sua alimentação quando jovem.

Vamos ver o que acontece em cada fase da vida, respeitando as necessidades de cada organismo.

 

 

O que precisamos saber em função da idade

 

– Estudos mostram que, em média, as pessoas queimam 50 calorias a menos por dia a cada 10 anos.

– A mudança do metabolismo ocorre em função da idade e da diminuição da massa muscular.

– Pra quem gosta de comer bem, o melhor caminho é gastar suas calorias!

– Descubra o peso que você possa manter sem sacrifícios.

– Não se prive de seus alimentos favoritos, mas também não exagere.

– Abasteça a sua casa com comidinhas nutritivas.

– O errado é sempre substituir as refeições principais por lanches, como tem acontecido nos dias corridos de hoje.

– Não deixe de tomar sol em qualquer idade. Tome cuidado, porque em excesso é bastante prejudicial. 15 minutos por dia sem protetor solar, e com a maior parte do corpo exposta ao sol.

– Inclua exercícios em sua vida diária. Se você não quer nem ouvir falar em academia, caminhar é uma boa saída. Comece andando 30 minutos, três vezes por semana. Depois aumente o ritmo e o número de vezes. Importante é não desistir, e suar a camisa!

 

 

Fumo: pare já! 

 

Não importa a idade, sempre é hora de deixar de fumar.

 

Parar de fumar pode proporcionar mudanças valiosas para o organismo em qualquer idade.

 

Em pouco tempo ocorre um relaxamento dos brônquios, limpando os pulmões.

 

A respiração se torna mais fácil, e aumenta a capacidade pulmonar. A circulação sanguínea melhora, e aumenta a capacidade física e a energia corporal.

 

Álcool em excesso faz mal em qualquer idade,mesmo que moderadamente. Moderação é beber uma taça de vinho por dia. Além de suas calorias, o álcool pode diminuir a força de vontade para outras coisas.

 

 

Respeite o seu período de sono 

 

Dormir de acordo com a idade:

 

Recém-nascidos, de 0 a 3 meses – o ideal é dormir entre 14 e 17 horas por dia, embora de 11 a 13 horas seja aceitável.

 

Bebês de 4 a 11 meses – entre 12 e 15 horas, sendo aceitável 11 a 13 horas por dia.

 

Crianças de 1 a 2 anos – não dormir menos de 9 horas, ou entre 11 e 14 horas diárias.

 

Crianças de 6 a 13 anos – é aconselhável dormir entre 9 e 11 horas.

 

Adolescentes 14 a 17 anos – em torno de 10 horas.

 

Adultos jovens de 18 a 25 anos – de 7 a 9 horas, não menos de 6 horas ou mais de 11 horas.

 

Adultos de 26 a 64 anos – o ideal é entre 7 e 9 horas.

 

Idosos, 65 anos ou mais – de 7 a 8 horas.

 

 

Cuide de seus ossos em qualquer idade

 

O osso é um tecido em mudança ao longo da vida.

Antes dos 35 anos, é preciso acumular a maior quantidade possível de massa óssea, que a partir dessa idade vai se degradando em quantidade e qualidade.

Os primeiros 20 anos de vida, em particular a adolescência, são determinantes para a saúde dos nossos ossos na velhice.

 

 

Dos 0 aos 20 anos

 

O crescimento maior se dá nos primeiros dois anos de vida, período em que o organismo consome muita energia.

Aos 20 anos ocorre o pico da massa óssea, que a partir de então vai se perdendo com a idade. Não se descuide do cálcio, que nessa fase ajuda a fortalecer os ossos.

Atenção com a alimentação é sempre importante.

Crianças e adolescentes apreciam muito os sanduíches, salsichas e refrigerantes… Porém, uma refeição saudável tem cereais,legumes, verduras, frutas, ovos, pão integral.

Para aqueles que se encontram acima do peso, é mais fácil perder antes do que depois dos 30 anos.

Reduza o consumo de hambúrgueres e acompanhamentos, como as batatas fritas e a maionese.

Não deixe de lado os sucos naturais, o leite, o iogurte, substituindo-os por refrigerantes.

Nessa faixa de idade se consome poucas frutas; faça um esforço e coma frutas durante o dia!

É importante que os alimentos ricos em cálcio estejam presentes em todas as refeições.

Os alimentos de origem animal são: a carne, o leite e seus derivados, principalmente o iogurte. É bom tomar o leite sozinho e sem acompanhamento, para não dificultar a absorção do cálcio.

Entre as melhores fontes vegetais de cálcio estão as folhas verde-escuras, repolho, folhas de nabo, cenoura, brócolis, espinafre, folhas de mostarda, melão, abóbora, feijão, soja, trigo integral, nozes, semente de girassol, amendoim.

 

 

Dos 30 aos 40 anos

 

O cálcio ainda é importante, pois os ossos precisam ser mantidos.

A partir dessa idade, gastamos menos energia e queimamos menos calorias do que aos 20 anos.

Agora é mais fácil engordar. É o momento propício para dar mais atenção à sua alimentação e escolher alimentos mais magros.

O estilo de vida nessa fase muda bastante.

Atividade profissional, uso do carro, falta de tempo para diversas atividades saudáveis…

A partir dos 35 anos, as mulheres ganham entre 500 gramas e um quilo a cada ano.

Calcule o que acontece daqui a 10 anos!

Cuidado com salgadinhos, empadinhas, coxinhas, chocolates, doces. Coma apenas em ocasiões especiais.

Com a armadilha dos restaurantes, não vemos o que está escondido nos alimentos, o inimigo oculto das gorduras maléficas.

Reduza o consumo de café para no máximo 3 xícaras por dia.

A cafeína pode aumentar a perda de cálcio, o que causa problemas na fase da menopausa.

A cada menstruação perde-se uma quantidade de ferro. Ele está presente na carne vermelha e nos feijões. Para a sua melhor absorção, basta consumir na mesma refeição vitamina C, usando, por exemplo, laranja, limão e frutas cítricas.

Se você acabou de ter um filho e está acima do peso, a própria amamentação vai ajudar. Espere seis ou sete meses para voltar ao seu peso anterior.

 

 

Dos 40 anos em diante

 

Para estarmos bem nos próximos 30 anos!

Ainda precisamos de cálcio e ferro. Se você não come carne vermelha, reponha o ferro através do peixe, frango, feijão e cereais.

Coma frutas e verduras!

O corpo pode dar sinais de desgaste. A resistência começa a baixar, há uma queda no metabolismo, e a gordura passa a tomar o lugar dos músculos.

Comprometa-se mais com a qualidade de sua alimentação – ela é muito importante para a sua saúde.

Evite a obesidade, estando com 10, 15 ou mais quilos além do seu peso normal.

O risco de doenças do coração aumenta consideravelmente com a idade e a vida sedentária.

Fique de olho nas carnes com gordura aparente: salsicha, mortadela, frituras, salgadinhos, a gordura escondida dos alimentos comprados prontos.

Manteiga e margarina somente de vez em quando!

Substitua o queijo amarelo pelo queijo branco.

Atenção ao consumo de sal, devido à pressão alta. A maior parte do nosso consumo limite de sal já vem dos alimentos industrializados.

 

 

Mantenha o seu peso corpóreo dentro dos limites saudáveis

 

O IMC – Índice de Massa Corpórea – mostra se seu peso está adequado para sua altura. Veja se ele está entre 18,5 e 24,9kg/m².

 

Valor do IMC          Classificação

Menor que 18,5          Baixo peso

18,5 a 24,99               Normal

25 a 29,99                  Sobrepeso

Maior que 30             Obesidade

 

 

Veja que não existe muito segredo para estar bem: apenas alguns cuidados!

 

Tenha muita saúde e vida longa!

 

Abraços,

Jane Fiorentino

 

O conteúdo deste post é de inteira responsabilidade do autor. – escrito por Jane Fiorentino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esquadrão da moda