Treinando Natação

0 Love

Essa modalidade é excelente no que diz respeito à quantidade de musculatura trabalhada numa só atividade. O corpo todo se movimenta e todos os músculos são recrutados para trabalhar, fortalecendo-o como um todo e, consequentemente, gastando mais energia para fazê-lo. Quanto mais músculos recrutamos, maior o gasto energético (calorias), otimizando a perda de peso! E é claro que a natação ajuda muito na parte cardiorrespiratória, sendo ideal pra quem tem doenças como bronquite, sinusite, rinite etc.

Além disso, a natação tem a vantagem de não ter impacto, diferente da corrida, por exemplo, diminuindo muito os riscos de lesão. Essa é uma modalidade que qualquer um pode fazer, só é preciso algumas dicas básicas de como começar:

 

– Primeiramente, você precisa saber se portar dentro d’água. Se não souber, antes de seguir esses passos, aprenda, de preferência com o auxílio de um professor.

 

– É necessária uma frequência de pelo menos 2 ou 3 vezes na semana para começar a evoluir. Cada 50-60 minutos de treino queimam, aproximadamente, 700 calorias.

 

– O investimento inicial é relativamente baixo: touca, maiô e óculos.

 

– Antes do treino, a ingestão de um carboidrato é importante, para gerar a energia necessária para a prática segura da atividade. Bons exemplos de carboidratos são pães integrais ou sucos de frutas. Evite comer gordura e proteínas antes de treino.

 

– Faça um bom alongamento focando todo o corpo, principalmente membros superiores, onde pode haver maior índice de lesões nas articulações, por repetição.

 

– Comece sempre os treinos numa intensidade mais leve; vá aumentando a velocidade aos poucos.

 

– Nas primeiras semanas, não se empolgue: faça apenas 40-50 minutos de treino propriamente dito (fora os alongamentos). Aumente aos poucos o volume, de acordo com o objetivo estipulado por você. Esse volume também pode ser medido em distância, entre 500 e 700 metros.

 

– Leve sempre alguma bebida para deixar na borda da piscina. A natação é um treino aeróbico em que a pessoa sua muito. Você pode não perceber isso por estar na água, mas a desidratação ocorre como em qualquer treino aeróbico, portanto é necessário manter-se hidratado durante a atividade.

 

Para quem está iniciando, o mais importante é não se forçar demais e dar sequência nos treinos, ou seja, fazer pelo menos as 2 ou 3 vezes na semana e obedecer seus limites. A recuperação faz parte dos treinos e é muito importante para sua evolução.

 

Boa sorte!

 

O conteúdo deste post é de inteira responsabilidade do autor. – escrito por Raphael Fiorentino

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esquadrão da moda