O tempo é hoje

0 Love

O tempo é o Hoje, o Agora, o Instante!

A vida é um presente que deve ser vivido a cada momento, de modo sereno, sem as angústias do que já passou, ou as aflições do que está por vir.

Costumamos dividir o tempo em passado, presente e futuro.

A partir dessa nossa experiência sabemos que esses três tempos são diferentes entre si.

O passado é o tempo que se afasta da nossa consciência e percepção, porque já se foi.

O presente, “o agora” é o tempo em que nossas experiências acontecem.

O futuro é como o lugar onde estão postos todos os fatos quando determinado período de tempo vier.

 

O que é o tempo?

Entre 397 e 398, Santo Agostinho faz uma brilhante análise filosófica em seu livro Confissões sobre o tempo, de que temos a capacidade de somente perceber e medir o tempo presente no momento em que decorre.

Diz ele que quando do tempo falamos compreendemos o que dizemos, compreendemos também o que nos dizem. Se ninguém me perguntar eu sei, se o quiser explicar, já não sei.

 

O tempo nos escapa, não conseguimos medi-lo.

Se o passado já se foi, o seu vestígio permanece em nós, por isso Agostinho fala da memória.

Quando a ação é terminada, passa inteiramente para o domínio da memória.

Por isso o tempo exerce papel fundamental na consciência humana, uma vez que tempo e consciência são indissolúveis.

A história diz que Santo Expedito, um soldado romano, começou a sentir o chamado para se converter ao cristianismo.

Toda vez que sentia esse desejo, um corvo lhe aparecia e gritava “ACRAS CRAS”, um som que lembrava a palavra latina que quer dizer AMANHÃ, e ele acabava deixando para o dia seguinte.

Um dia resolveu tomar uma decisão e colocou sua conversão como prioridade, então em uma cruz de madeira escreveu a palavra “HODIE”, que quer dizer HOJE.

 

HOJE

Vamos adicionar a palavra Hoje e fazer uma reflexão de coisas deixadas e que gostaríamos de fazer, nossos ideais, sonhos e outras metas.

Fazer uma lista de pendências e assumir um planejamento realista, como por exemplo, deixar um vício, a bebida, o cigarro, amigos etc.

Pode ser uma batalha que estava parada, esperando ser encarada de frente. É só começar para depois sentir um gosto especial de vitória sobre a própria vontade.

Vamos nos olhar e ver como estamos conduzindo e mesmo priorizando certas atividades relacionadas com nossa vida, trabalho, pessoas próximas.

Quantas vezes adiamos assuntos e tarefas que poderiam ser realizadas no mesmo dia… quando percebemos, o tempo já passou, e talvez tenhamos perdido boas oportunidades.

 

HOJE

Vou dar uma finalidade a mais no meu dia fazendo tudo com amor e dedicação, no serviço doméstico, na família, no trabalho, onde quer que eu esteja.

Pelo trabalho, que é a manifestação da criatividade que se encontra no desejo de se expressar.

Vou pensar também como o trabalho age em meu íntimo e na satisfação que ele dá, pois tudo é feito pelo meu esforço. Será que sou prática, produtiva?

 

HOJE

Começando o meu dia, vou acordar mais cedo para fazer as coisas sem muita pressa, e ao levantar me sentirei esperançosa pelo novo dia.

Espreguiçar-me, soltando as sensações velhas do corpo…

Inspirar profundamente, retirando pensamentos negativos, e perceber em mim sentimentos pacíficos.

Sentir-me grata, sentir-me amada, de bem com os irmãos, amigos, companheiros e comigo mesma.

Agradecer a Deus por minha vida e rezar.

 

HOJE

Vou criar um padrão de vida equilibrado, na moderação de tudo que me causa algum dano; ansiedade, medo do futuro, falar demais, invejar os outros, excessos de comida e bebida…

Vou fazer uma atividade física em benefício da minha saúde, caminhar, me alongar.

 

HOJE

Vou dizer que amo, na maternidade e paternidade com suas exigências, tentando a compreensão.

Na incompreensão do filho, o ato de bondade dos pais o fará ver o mundo do afeto!

 

HOJE

Vou ser humilde e perdoar, reconhecendo os meus próprios limites, sem orgulho ou egoísmo.

Vou querer encarar uma situação desagradável que causei, pedir perdão, limpar a minha consciência e o meu coração.

Negar a própria culpa traz sofrimento, cansaço, desânimo, corroendo a saúde física e emocional.

Essa fuga acaba com o raciocínio e a arrogância se instala na teimosia das próprias convicções, levando a humilhar e ferir a si mesmo e aos outros.

“A humildade, como luz, ilumina complicações do caráter, despertando a consciência para uma reflexão interior.”

 

HOJE

Que os meus ouvidos percam a sensibilidade a palavras desagradáveis e a críticas injustas…

Que possamos viver de tal modo que, ainda que estejamos no meio da luta, por mais caótico que possa estar o exterior, com a ajuda de Deus, uma tranquilidade que ultrapassa o entendimento possa ser instalada dentro de nós.

 

Abraços,

Jane Fiorentino

 

O conteúdo deste post é de inteira responsabilidade do autor – escrito por Jane Fiorentino.

Comentários

  1. Malu Rodrigues 30 de abril de 2019 at 1:16
    Responder

    Texto sensacional,inspirador…parabéns!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esquadrão da moda