Interprete desfiles

0 Love

Vou dar cinco dicas para quem acha que interpretar um desfile de moda é um bicho de sete cabeças!

Uma das maneiras mais fáceis é “quebrar” e dividir a coleção em simples categorias. Então é possível transformar o que parecia impossível e complicado em uma coleção de fácil leitura, acessível ao olhar. Classifique a coleção em: cores, tecidos, estampas e padronagens, acessórios e tema.

 

[column2]

1 Cor

Uma das classificações mais fáceis para definir a coleção é sua paleta de cores. Comece fazendo sua própria interpretação, notando quais tons foram mais usados. Havia muitos neutros? Pastel? Neons? Metálicos? Pretos?
[/column2]

[column2_last]

2 Tecidos

Analise os tecidos que o estilista escolheu. A maioria das peças foram feitas de cetim de seda ou algodão? Lembre-se de focar nos tecidos usados na maioria das peças. Alguns exemplos: couro, lã, seda, renda, cetim, veludo, linho, brocade, jeans.
[/column2_last]

[column2]

3 Estampas/padronagens

Às vezes, tudo o que você tem que fazer é escolher uma peça para chamar de “a” peça estampada. então analise primeiro toda a coleção, para ver se há varias ou uma só estampa que vai predominar na coleção. Pode ser um animal print, floral, listra, poá, abstrata.
[/column2]

[column2_last]

4 Acessórios

Analise os adornos das roupas para pistas sobre como traduzir os looks. Procure por peças com estilos semelhantes, que podem ser diferentes modelos de chapéus, cintos, joias (étnicas, naturais, grandes, pequenas), correntes, bolsas, sapatos, sandálias, botas, lenços…
[/column2_last]

5 Temas

Estilistas amam explorar outras épocas em suas pesquisas para a criação de uma nova coleção. Algumas referências bem populares atualmente: punk, boho, folk, western, military, rock, feminine, étnico, períodos da historia como medieval e vitoriano e, claro, dos anos 1920 aos 1990.

* No próximo post vou ensinar como interpretar as peças/looks e apreciar a beleza das passarelas.

 

Vejam o exemplo do desfile de Diane Von Furstenberg, Primavera 2015

Cores: preto, rosa vibrante, amarelo vibrante, verde bandeira, preto e branco, azul bic e azul céu.

Estampas: xadrez pequeno, floral abstrato, geométrico.

Tecidos: chiffon de seda.

Acessórios: sandália de duas tiras, faixa fina na cintura.

Tema: Riviera Francesa dos anos 1950.

 

isabella_fiorentino_moda_interprete_desfiles-02 isabella_fiorentino_moda_interprete_desfiles-01 isabella_fiorentino_moda_interprete_desfiles-03

Comentários

  1. juliana de barros 14 de outubro de 2014 at 13:08
    Responder

    Adorei as dicas, esta de parabens.

  2. isilda 20 de outubro de 2014 at 11:36
    Responder

    Olá linda Isabella….vou a um festa dos anos 60 e gostaria de usar um vestido soltinho nao muito curto, com mangas ate o cotovelo, gola rente ao pescoço….mas com bota de cano alto cinza de couro brilhante…
    Detalhe: tenho 1,60 de altura, peso 70 kg e minha idade é 58 anos, mas tenho espirito jovem (meus marido também….O que acha dessa idéia ???
    Obrigada pela atenção !!!

  3. anapaulap 16 de novembro de 2014 at 7:42
    Responder

    Adorei as orientações, realmente assim fica mais fácil, vou treinar meu olhar nestes quesitos! Já estou na expectativa das próximas dicas! Abraços e obrigada.

  4. Fabiana Souza Santos 7 de dezembro de 2014 at 8:25
    Responder

    Bom Dia Bela .

    Tenho 29 anos 1,50 e 63 kg nunca consegui ficar bem em um vestido .quando não fica muito comprido fica muito apertado .depois da gravidez a barriga ficou saliente ai piorou tudo agora quando tenho uma festa invento uma desculpa e não vou só para não ver o olhar das pessoas .VC pode me ajudar ficaria muito feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esquadrão da moda