Dicas Básicas

Saiu, há pouco tempo, uma pesquisa do IBGE apontando que, no Brasil, mais de 100 milhões de pessoas com 15 anos ou mais não praticam atividade física ou um esporte. Dados tão alarmantes preocupam, pois sabemos que o sedentarismo leva à diversas doenças, como obesidade, hipertensão, problemas cardíacos, dentre outras.

Justificativas comuns para não se exercitar variam desde falta de tempo, a mais comum delas, até falta de dinheiro para obter uma orientação profissional adequada ou pagar uma academia. A falta de espaços públicos, como maior variedade de parques e quadras poliesportivas, também dificulta a vida.

Porém, coisas básicas, como se deslocar caminhando em vez de ir de carro para todo lado e subir escadas em vez de elevadores, já podem ser opções muito válidas para quem faz parte dessa estatística. Sempre temos a opção de fazer uma corrida, que custa muito pouco e pode ser feita em qualquer lugar. Alguns posts neste site podem ajudar a montar um treino para quem quer iniciar essa atividade. Se você gosta, aulas de dança também são ótimas e trabalham o corpo de forma produtiva, gastando calorias.

O mais preocupante é a faixa etária por volta de 15 anos. Se formos pensar, esses adolescentes já entram na vida adulta de uma maneira errada, condicionados a ser sedentários. Juntando isso com uma alimentação de baixa qualidade, os efeitos à saúde definitivamente serão negativos. A qualidade de vida de uma pessoa sedentária é precária, ainda mais considerando um adolescente que está em plena formação. Se você tem filhos ou conhecidos nessa idade mais nova, estimule-os a mudar os hábitos, para que se tornem adultos mais saudáveis. E, se você é o adulto sedentário, mexa-se e cuide mais do seu corpo e da sua saúde, com atitudes simples que não custam quase nada.

 

Se você tiver alguma dúvida, mande suas perguntas nos comentários que o Rapha responde! 

 

O conteúdo deste post é de inteira responsabilidade do autor. – escrito por Rapha Fiorentino.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *